Quem sou eu

Minha foto
"Eu sou a que no mundo anda perdida/ Eu sou a que na vida não tem norte/ Sou a irmã do Sonho, e desta sorte/ Sou a crucificada… a dolorida…/ Sombra de névoa tênue e esvaecida/ E que o destino, amargo, triste e forte/ Impele brutalmente para a morte!/ Alma de luto sempre incompreendida!/ Sou aquela que passa e ninguém vê…/ Sou a que chamam triste sem o ser…/ Sou a que chora sem saber porquê…/ Sou talvez a visão que Alguém sonhou/ Alguém que veio ao mundo pra me ver/ E que nunca na vida me encontrou!" Florbela Espanca - Livro de Mágoas

Seguidores

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Abstração

Imagem da Internet
Simultaneamente
a vida passa com o ponteiro do relógio
com o afago do vento no nada
mistura-se a permuta de sofrimentos
no tráfego denso e tenso
à miudeza de cada canção
Simultaneamente
Nada será igual
nunca nada será permanente
nem as loucuras
tampouco a sanidade caótica
A B S T R A Ç Ã O
Pela certeza de que o incerto
É que será sensato!

Neuma Queiroz

Um comentário:

  1. Nossa Neuma,abstração total! Muito sensorial!
    Fantástico!

    ResponderExcluir

Comentários...